'Se você tem um filho, o modelo de conduta dele é você, não eu'. - Diz Daniel Radcliffe


Desde que acabou a saga Harry Potter, um dos maiores desafios do astro Daniel Radcliffe, que interpretou o bruxinho mais famoso do mundo no cinema, foi tentar amenizar a marca Hogwarts e continuar sua carreira como ator. Já foram muitos filmes e peças de teatro desde então, mas ele continua tendo que lidar com o peso e a fama de ter vivido “o menino que sobreviveu”.


Em entrevista à revista ICON, do jornal El País, Daniel falou sobre a responsabilidade de ser um modelo para os fãs. “Só sinto responsabilidade com os fãs quando estão na minha frente. Não faço coisas pensando neles. Conheci famosos demais de todos os tipos para aceitar que as pessoas buscam modelos de conduta entre eles. Se você tem um filho, o modelo de conduta dele é você. Lamento. Se essa criança tem que admirar alguém que vive a milhares de quilômetros, e que nem sequer conhece, é algo que está fazendo muito errado“, disse.

E o magya continuou: “Digo isso porque eu fumo, e o responsável por seu filho é você. E muita gente me diz: ‘Cara, para’. E não. Minha única responsabilidade para com meu público é trabalhar com a maior integridade possível“.


O ator já acumula vários trabalhos pós “Harry Potter” e o mais novo é o filme “Victor Frankenstein”, que estreia no Brasil em 2016 e vai recontar a história clássica, com Radcliffe no papel de Igor, contracenando com James McAvoy.

Como um bom amante do cinema, ele admitiu que pretende lançar projetos de sua própria autoria. “Escrever e dirigir seria uma vida boa. Dá um enorme medo, mas acho que posso fazer isso. É como quando as pessoas vinham e me diziam: ‘Mas no que você vai trabalhar depois de Potter?’ Dentro de mim eu sabia que poderia. Só tenho que me esforçar um pouco mais para conseguir, e que as pessoas não pensem em Harry Potter“, concluiu.

Clica aqui pra ler a entrevista completa.

por Raphael Amador / Hugo Gloss